Manual SUAP-Edu : PROCEDIMENTOS DE APOIO- Matrícula de Ingressantes

 

Matrícula de Ingressantes

Objetivo: Permitir a matrícula de novos alunos (ingressantes) na instituição.
Existe duas formas de realizar a matrículas de ingressantes, são elas: matrícula por processo seletivo e matrícula direta.
Todo processo de matrícula foi preparado para ser realizado de on-line.

Acesse um dos menus apresentado abaixo para ter acesso ao formulário de matrícula desejado.

Ensino >> Procedimentos de Apoio >> Matrícula direta

 

Ensino >> Procedimentos de Apoio >> Matrícula por processo seletivo

1.Matrícula direta

A matrícula direta é uma forma de inserir novos alunos no sistema quando o mesmo não passou por um processo seletivo. Isso ocorre, por exemplo, nos casos de transferência ex-officio.

O procedimento é composto de 5 etapas, onde as quatro primeiras são relativo a informação de dados do ingressante e a última com relação ao curso, período letivo de ingresso, etc.
Para passar de uma etapa para outra utilize os botões de navegação existentes no final de cada formulário.

**Com relação as quatro primeiras etapas do processo de matrícula é importante observar o seguinte:

  1. Observe a dica de preenchimento abaixo de alguns campos do formulário.
  2. Dê preferência para tirar um foto do ingressante no ato da matricula. Para tal, o computador que está sendo usado para realizar a matrícula deve ser dotado de uma webcam.
  3. Procure preencher o máximo de campos possível e não apenas os obrigatórios. Está quantidade de informações com certeza ajudará em relatórios futuros.
  4. Como utilizamos um cadastro de cidades e cartórios existentes nos sistemas do mec, os nomes próprios estão sem acentuação gráfica.

**Durante o registro da quinta e última etapa observe o seguinte:

  1. O campo polo Ead deve ser escolhido apenas para os alunos do campus EaD
  2. O campo convênio deve ser selecionado se o aluno estiver participanto de uma oferta que recebe verba extra-orçamentaria. Por exemplo, um curso FIC que está sendo financiado pelo PRONATEC ou matrículas UAB e E-TEC.
  3. Para alunos intercambistas o campo Conclusão do Intercâmbio deve ser preenchida e a forma de ingresso deve ser *intercâmbio. Sem estás informações o sistema não vai poder realizar os procedimentos necessários para este tipo de aluno.
  4. Apesar de estranhas as cotas SISTEC e MEC ajudaram na migração de dados para os sistemas do MEC como, por exemplo, EDUCACENSO.

Obs.: Ao final da matrícula será disponibilizado um comprovante para ser impresso, assinado e entregue ao novo aluno.

2. Matrícula via processo seletivo

A matrícula de ingressantes via processo seletivo torna o procedimento de matrícula mais seguro. Isso porque, apenas candidatos classificados no processo seletivo estarão disponíveis.

Passo 1: Abertura da chamada no edital de seleção.

Para realizar uma matrícula por processo seletivo é necessário que seja criada uma chamada para o edital de seleção. Isso pode ser feito por meio no menu abaixo.

 Ensino >> Processo Seletivo >> Editais

Usando os filtros necessários procure o edital desejado e clique icone em forma de Lupa.
No formulário que será aberto clique na aba Chamadas e adicione uma chamada clicando no botão Adicionar configuração de chamada.

Obs1.: Caso não encontre o edital solicite da DIAAC/PROEN a importação do mesmo.

Obs2.: Caso esteja criando a última chamada para o edital, selecione a opção última chamada no pop-up, durante a criação da mesma.
Obs3.: A opção de última chamada habilitará todos os classificados do edital nas suas respectivas listas(cotas).

Passo 2: Identificação do candidato no edital

Após a configuração da chamada se pode iniciar o procedimento de matrícula por processo seletivo.

A identificação do candidato é realizada em 4 (quatro) etapas:

  1. Identificação do período letivo

  2.Escolha do edital

3.Escolha da chamada e indicação do cpf do ingressante

4.Identificação da classificação

Passo 3: Matrícula institucional

Este etapa corresponde a entrada dos dados pessoais do ingressante assim como na matrícula direta. A diferença é que alguns dados já são trazidos do sistema de gerenciamento de concurso, bastando uma simples conferência e atualização quando necessário.